terça-feira, 17 de abril de 2012

Algumas explicações e um exemplo de crônicas para meus alunos do 6º ano


VOCÊ JÁ PAROU PARA PENSAR NAS SITUAÇÕES DO DIA-A-DIA MAIS QUE VOCÊ VIVENCIA COM MAIS FREQUÊNCIA?
Se você possui um olhar atento, com certeza, já percebeu, em algumas situações cotidianas, algo além do que todos veem.O que você percebeu pode virar um texto, caso você decida escrever.
  • O GÊNERO TEXTUAL CRÔNICA NARRATIVA: COMO SURGIU?
A crônica é um dos mais antigos gêneros jornalísticos. No Brasil, surgiu há uns 150 anos, com o Romantismo e o desenvolvimento da imprensa.
A princípio, com o nome de folhetim, designava um artigo de rodapé escrito a propósito de assuntos do dia- políticos, sociais, artísticos, literários. Aos poucos, foi se tornando um texto mais curto e se afastando da finalidade de informar e comentar, substituída pela intenção de apresentar os fatos do cotidiano de forma artística e pessoal.
  • POR QUE SE CHAMA CRÔNICA?
Quando surgiu, a crônica era publicada em jornais, abordando assuntos relacionados ao cotidiano do povo. Hoje, encontramos crônicas que já passaram por jornais, sendo publicadas em livros. Uma das suas grandes características é a o pitada de humor que dá ao corpo de texto, fazendo com que o leitor pense: “como é que eu nunca havia pensado nisso?”, bem como a ironia da qual é dotada.
  • CARACTERÍSTICAS DA CRÔNICA
Por ser um texto narrativo, a crônica apresenta todos os elementos da narrativa, porém, o seu corpo de texto é curto;
Quase sempre explora o humor;
As vezes, diz as coisas mais sérias por meio de uma aparente conversa fiada;
Outras vezes, faz poesia da coisa mais banal e despretensiosa;
Registra o circunstancial do nosso cotidiano mais simples, acrescentando fortes doses de humor e ironia;
Mostra de outros ângulos, os sinais de vida que diariamente deixamos escapar da nossa observação.
Para sistematizar seu conhecimento e entender um pouco mais esse gênero, leia a seguinte crônica de Luís Fernando Veríssimo:
Faleceu ontem a pessoa que atrapalhava sua vida...
Um dia, quando os funcionários chegaram para trabalhar, encontraram na portaria um cartaz enorme, no qual estava escrito:"Faleceu ontem a pessoa que atrapalhava sua vida na Empresa. Você está convidado para o velório na quadra de esportes".
No início, todos se entristeceram com a morte de alguém, mas depois de algum tempo, ficaram curiosos para saber quem estava atrapalhando sua vida e bloqueando seu crescimento na empresa. A agitação na quadra de esportes era tão grande, que foi preciso chamar os seguranças para organizar a fila do velório. Conforme as pessoas iam se aproximando do caixão, a excitação aumentava:
- Quem será que estava atrapalhando o meu progresso ?
- Ainda bem que esse infeliz morreu !
Um a um, os funcionários, agitados, se aproximavam do caixão, olhavam pelo visor do caixão a fim de reconhecer o defunto, engoliam em seco e saiam de cabeça abaixada, sem nada falar uns com os outros. Ficavam no mais absoluto silêncio, como se tivessem sido atingidos no fundo da alma e dirigiam-se para suas salas. Todos, muito curiosos mantinham-se na fila até chegar a sua vez de verificar quem estava no caixão e que tinha atrapalhado tanto a cada um deles.
A pergunta ecoava na mente de todos: "Quem está nesse caixão"?
No visor do caixão havia um espelho e cada um via a si mesmo... Só existe uma pessoa capaz de limitar seu crescimento: VOCÊ MESMO! Você é a única pessoa que pode fazer a revolução de sua vida. Você é a única pessoa que pode prejudicar a sua vida. Você é a única pessoa que pode ajudar a si mesmo. "SUA VIDA NÃO MUDA QUANDO SEU CHEFE MUDA, QUANDO SUA EMPRESA MUDA, QUANDO SEUS PAIS MUDAM, QUANDO SEU(SUA) NAMORADO(A) MUDA. SUA VIDA MUDA... QUANDO VOCÊ MUDA! VOCÊ É O ÚNICO RESPONSÁVEL POR ELA."
O mundo é como um espelho que devolve a cada pessoa o reflexo de seus próprios pensamentos e seus atos. A maneira como você encara a vida é que faz toda diferença. A vida muda, quando "você muda"

3 comentários:

  1. Ótimo! Gostaria de saber também qual é a explicação de cada uma das crônicas! Você poderia colocar no site isso também?
    Obrigada

    ResponderExcluir